Projeção Astral. Parte Vll.

Fatores anulativos,

Vários fatores externos, físicos e mentais foram responsáveis pelo fracasso em várias tentativas: um zumbido de mosquito, a picada de um inseto, uma necessidade fisiológica, o sono, uma dobra do lençol e a ansiedade em anular rapidamente todo o corpo foram alguns deles, e precisaram ser suprimidos aos pouco até atingir a minha primeira projeção no quadragésimo quinto dia de investida, foi uma projeção rápida, consegui uma altura relativamente baixa, menos de um metro e não conseguir me virar para ver o meu corpo, senti apenas que estava flutuando em cima da minha cama e girar trezentos e sessenta graus, assim que tentei virar para ver o meu corpo me prendi novamente e retornei, em seguida, devido ao esforço empreendido adormeci rapidamente. Na noite seguinte acordei exatamente as duas horas da manhã, fiz minhas necessidade fisiológicas, arrumei a cama esticando o lenços, coloquei uma pijama confortável, só o short, abria a janela e comecei a relaxar, depois de excluir, parte a parte, todo o meu corpo, consegui subir quase tocar no teto, estava olhando para cima e me virei muito rapidamente, vi o meu corpo deitado na cama, girei novamente trezentos e sessenta graus, olhei os objetos do meu quarto detalhadamente, acredito que a minha consciência ficou uns cinco minutos livre do meu corpo físico, foi o medo de não conseguir voltar que me despertou. Fiquei eufórico e ansioso para a próxima experiência, novamente, no dia seguinte, acordei as duas horas em ponto, deitei e iniciei o processo e antes de chegar no tórax eu já estava flutuando, novamente rodando trezentos e sessenta gruas e agora indo de uma ponta a outra do meu quarto, descia e subia com facilidade, olhei os objetos minuciosamente e o tentar mexer o celular com a ponta do dedo retornei ao meu corpo e acordei. As projeções agora aconteciam com mais facilidade e sem muito esforço, chegando num estágio de percorrer cada cômodo da casa, a sensação era maravilhosa, principalmente ter o controle total de corpo e consciência.



10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo